#SaoPaulinasUniformizadas: lugar de mulher é na arquibancada!

23361024_1533350806731049_1833600426_n

Na madrugada dessa terça-feira (07/11), a torcida são-paulina fez outro show, mas dessa vez fora do estádio e sim no Twitter. Torcedoras se juntaram para fazer uma campanha em busca de direitos por camisas femininas na SPMania.

A campanha começou quando o São Paulo postou o desconto na Camisa III, apenas masculina, já que a feminina nem tem no site para a venda. Cansadas do descaso, algumas meninas decidiram se mexer, fizeram um grupo no whatsapp e lançaram a hashtag #saopaulinasuniformizadas no Twitter. A hashtag chegou a ser o 2º assunto mais falado no Brasil. 

Sem opções femininas de camisas, agasalhos e tantos outros uniformes, as meninas contaram suas histórias de compras de camisa infantil, com medo de ficar pequena demais, ou até tendo que cuidar para não levantar o braço e a camisa se tornar um cropped, outras falaram das compras das camisas masculinas, que por mais que comprem P, fica desproporcional ao corpo delas. 

Estamos quase em  2018, já está mais do que na hora dos times perceberem que a torcida feminina está em peso nas arquibancadas e que também merecemos nossa linha! Queremos camisa do Hernanes, Lugano, ou as comemorativas de Mundial, Libertadores, Rogério, enfim, queremos as mesmas camisas que os homens, sem detalhes diferentes ou com desenhos e decotes, apenas por ser linha feminina. Queremos nosso manto!

Segue alguns tweets que fizeram parte dessa campanha:

23360894_1533348500064613_955528790_n23360995_1533348423397954_644221220_n23361161_1533348400064623_1025025195_n23365126_1533348390064624_730144395_n23365166_1533348433397953_1017578797_n23365190_1533348410064622_73742617_n23365228_1533348426731287_761374401_n23416072_1533348396731290_1532544164_n23435736_1533348416731288_1927757561_n

Anúncios

E o centésimo… Você lembra contra quem?

WhatsApp Image 2017-03-27 at 21.10.52

Hoje, 27 de março de 2017, fazem 6 anos que o ex-goleiro, atual técnico, Rogério Ceni fez seu centésimo gol, em cima do Corinthians. Esse fato foi comemorado por todos são-paulinos todos anos, desde o dia em que ocorreu e claro, os corinthianos se queixam desde então.

Se o centésimo gol não tivesse ocorrido em cima do nosso maior rival, ele seria comemorado da mesma forma? A resposta parece óbvia, não? Claro que seria. Pelo fato de ter sido em cima do Corinthians, as zoações vem acompanhada com a comemoração, entretanto poderia ter sido contra qualquer outro time, a comemoração iria acontecer. É um goleiro, que fez 100 gols. Não um atacante, ou meia, nem um zagueiro, é um goleiro. Goleiro e ídolo. No caso do Rogério Ceni, qualquer coisa que ele faça a torcida irá comemorar e o aplaudir pelo simples fato de ser ele, nosso M1T0, nosso DeusCeni.

No jogo do dia 27 de março de 2011, na Arena Barueri, o São Paulo estava ganhando do Corinthians por 1 a 0, quando nos 7′ do 2º tempo, Ralf fez falta em Fernandinho, perto da área, a torcida são-paulina chamou o nome de Ceni e ele, sem pensar duas vezes, foi cobrar a falta. Rogério foi, beijou a bola, a posicionou, olhou bem e marcou um golaço, comemorou como nunca, tirou a camisa e foi abraçado por todos os companheiros. Foi o gol de número 55 de falta e o 100º da carreira. Aconteceu de ser sobre o Corinthians, mas iríamos lembrar desse dia, seja qual fosse o rival.

“Todos tem goleiro, só nós temos Rogério, o goleiro matador!”

cabeçalho millen

Quem chega e quem sai?

spfcc

A maior novidade do São Paulo para o ano de 2017 foi sem dúvidas o retorno de Rogério Ceni, mas agora não mais em campo e sim na área técnica. Junto com ele, Michael Beale, técnico do time sub-23 do Liverpool, licenciado pela Uefa para trabalhar no futebol, autor de nove livros sobre métodos de treinamentos e experiência de 15 anos com jovens de grandes clubes britânicos, é o auxiliar técnico, junto com Pintado. Entretanto, e sobre o elenco? Você sabe quem já saiu ou está para sair do time? E quem chegou?

QUEM SAI:

Hudson (volante): troca pro Cruzeiro

Michel Bastos (meia): contrato rescindido – Palmeiras

Kelvin (atacante): estava emprestado pelo Porto e o contrato não foi renovado

Reinaldo (lateral-esquerdo): emprestado para a Chapecoense

Matheus Reis (lateral-esquerdo): emprestado para o Bahia

Mena (lateral-esquerdo): contrato não foi renovado

Jean Carlos (meia): Goiás

Leo (goleiro): Paraná

Ytalo (meia): Audax

Carlinhos (lateral-esquerdo):  tem contrato até dezembro de 2017 e negocia a saída definitiva para outro clube

Robson (atacante): emprestado pelo Paraná até o fim de maio não foi convocado por Ceni, recebeu consulta de alguns clubes como Bahia, mas seu futuro está indefinido

Daniel (meia): após a negociação com a Chapecoense não ter dado certo, ele agora é alvo do Coritiba

Vitor Tormena (zagueiro): emprestado para Novorizontino

Artur (volante), Pedro (atacante) e Lucas Kal (zagueiro):  A ideia do Tricolor é emprestar os jogadores para que possam jogar e ganhar experiência, assim como foi com Luiz Araújo.

QUEM CHEGA:

Sidão (goleiro): ex-Botafogo

Wellington Nem (meia): ex-Shakhtar Donetsk (Ucrânia)

Neilton (atacante): ex-Cruzeiro/Botafogo

Cícero (meia): ex-Fluminense

Douglas (zagueiro): ex-Dnipro (Ucrânia)

Thiago Couto (goleiro), Foguete (lateral), Araruna (volante) e Shaylon (meia): de Cotia para o profissional

Junior Tavares (lateral): São Paulo exerceu a opção de compra do jogador que atuava no sub20, mas que pertencia ao Grêmio

A novela continua com Calleri, que deseja voltar ao São Paulo, mas como pertence a um grupo de empresários (no qual há uma multa caso rescinda) e o preferem na Europa, a situação anda complicada.

cabeçalho millen

A nova Era Ceni

aaaaa

O assunto que mais se ouviu ou se leu essa semana, foi sobre o técnico do São Paulo em 2017. Como era esperado, Rogério Ceni foi o nome escolhido pelo time e não poderia ser diferente. Porém, observamos que há medo dos próprios torcedores e inquietação dos rivais. Nesses dias eu li coisas como “Rogério vai manchar sua história como ídolo”, “Quem é Rogério para treinar algum time?”, entre outras coisas.

Creio eu que os números dele é conhecido por todos, mas vale a pena lembrar:

  • 1.237 partidas com a camisa do São Paulo e encerrou a carreira como o atleta que mais defendeu o mesmo clube na história do futebol
  • 131 gols na carreira, sendo 61 de falta, 69 de pênalti e 1 considerado de bola rolando (está no Guinness como o maior goleiro-artilheiro da história do futebol)
  • 978 jogos como capitão
  • 18 títulos pelo São Paulo

Quem melhor para comandar uma equipe do que alguém que é totalmente apaixonado pelo clube e que se dispôs a ficar 1 ano estudando, aprimorando seus conhecimentos sobre o futebol? Ceni fez curso da Federação Inglesa para formação de técnicos, visitou times como Chelsea, Sevilla (conversou com Sampaoli), Liverpool (conversou com Klopp) e também fez uma aula teste com uma equipe da 7ª divisão da Inglaterra.

Todos nós temos dúvidas de como Rogério irá se comportar como técnico, mas temos que lembrar que todos grandes técnicos começaram de alguma forma, não nasceram técnicos e sim se prepararam para tal e começaram com algum clube. Tite, por exemplo, era lateral, após lesões no joelho, largou o campo e foi para faculdade, PUC-Campinas, onde se formou em educação física e começou como treinador comandando o time Guarany de Garibaldi. Outro exemplo é Guardiola, que começou jogando como meia no Barcelona aos 13 anos, iniciou-se como treinador recentemente, em 2007, treinando o Barcelona B, depois de alguns títulos treinou o time principal.

Rogério tem tudo para dar certo, tem amor a camisa, conhecimento, trabalhou com técnicos formidáveis (Telê Santana, Muricy, entre outros) e está disposto a sempre aprender mais. Isso é o que deixa os rivais preocupados. Claro que há aquele “medinho” de em alguma vez que ele errar, a torcida “caia matando”, entretanto esperamos que isso não aconteça e que a torcida o apoie todo momento, como sempre o apoiou, nos 25 anos de São Paulo.

O contrato de Ceni terá dois anos de duração e multa rescisória atrelada à sua produtividade. Por exemplo, se no segundo ano ele não atingir certo patamar, a multa deixa de existir, e o São Paulo poderia dispensá-lo sem custos, da mesma forma que ele poderia largar o clube sem pagar. Por outro lado, se Ceni atingir ou até superar metas, terá bonificações e aumentos.

“O grande segredo do futebol é administrar pessoas e se relacionar bem com seus jogadores. São eles que podem fazer diferença. Eu quero que eles vejam futebol da maneira como eu via quando jogava, eu quero um time vencedor, que tenha uma mentalidade vencedora. Eu tenho certeza de que eles vão entender isso, já conheço muitos deles e sei da mentalidade vencedora que eles têm” – Rogério Ceni

cabeçalho millen

David Neres: a nova joia tricolor.

neres-2-9686827138
Desde os 5 anos, jogava bola em times de bairro com o pai, começou a frequentar escolinha de futebol e chegou no São Paulo em 2007, quando tinha 10 anos de idade. Em 2014, David Neres chegou a ser expulso da escola e por conta disso foi também expulso do alojamento, já que para permanecer na base, necessitava um bom desempenho escolar. Vendo que era uma jóia raia, José Geraldo Oliveira (ex-gerente de Cotia), junto com apoio da família de Neres, decidiu dar uma 2ª chance para o garoto, que dessa vez, não foi desperdiçada.

Começou a ser o primeiro jogador a chegar nos treinos, passou a se destacar pelo seu esforço e mudança de comportamento dentro e fora de campo, assim foi ganhando cada vez mais espaço dentro do time. Com o sub-20 conquistou a Copa do Brasil e a Libertadores. Foi o melhor jogador e artilheiro da Copa do Brasil, da Libertadores fez 4 gols, o artilheiro foi Luiz Araújo com 5. Antes da Libertadores, David sofreu uma lesão no ombro e até teve chance de ficar de fora dos primeiros jogos da competição, entretanto, se recuperou há tempo e fez um belíssimo campeonato.

Subiu para o profissional esse ano, começou a ser relacionado há algum tempo, mas estreou apenas contra o Fluminense (17/10). São Paulo estava perdendo de 1 a 0, o garoto podia estrear e ter logo uma derrota na conta. Mas foi ao contrário, após a entrada de Neres, o jogo mudou. Logo que entrou, já desarmou o adversário e acertou dois belos cruzamentos, levando perigo. De virada, o Tricolor venceu por 2 a 1 – gols de Thiago Mendes e Rodrigo Caio.

David Neres estreou bem, mas não fez seu gol de primeiro, fez de segunda. Com o Morumbi lotado, o garoto entrou como titular contra a Ponte Preta e marcou seu primeiro gol no profissional. Após a bola passar no pé de Mena e Chavez, Thiago Mendes chutou e a bola bateu na trave, no rebote, David Neres, bem posicionado, livre de marcação, fez o segundo do São Paulo e o seu primeiro.

Se desde a base o garoto já era o xodó da torcida são-paulina, imaginem agora! Além de sua habilidade, David também é conhecido pela sua timidez nas entrevistas e sua sinceridade, mostrando todo amor ao time paulista.

Dados Pessoais: 

Nome completo: David Neres Campos

Nascimento: 03/03/1997 (19 anos)

Pé preferencial: canhoto

Posição: Atacante (ponta direita)

Altura: 177 cm

Peso: 74kg

Temos aí uma boa joia para ser lapidada.

cabeçalho millen

Amor x ódio: A relação São Paulo x torcida.

IMG_3209

“Não sei o que aconteceu, se aconteceu não tô sabendo” Claro que vocês lembram dessa frase dita pelo João Paulo após a derrota do Sub-20 pro Corinthians em 2015, não é mesmo? Pois bem, trago essa frase para os dias atuais do São Paulo.

Nos últimos dias temos vividos coisas que nós não estamos (nenhum pouco) acostumados. De 30 pontos disputados em casa, conseguimos 13. São 49 dias sem vencer no Morumbi, serão 2 meses no dia 11 de setembro. Sim, isso mesmo. Aquele time que era invencível na sua casa na Libertadores, aquele nosso canto “El Morumbi, te mata”, virou isso. E o público sente. Nos jogos de Libertadores onde o São Paulo lotava com cerca de 60 mil torcedores, nos jogos do Brasileiro são cerca de 6 mil torcedores.

Teve saída de jogadores importantes e troca de técnico, tudo isso foi dado como desculpa, como apelo de “calma, iremos melhorar”, porém os dias foram passando, chegou a Copa do Brasil. Jogo no Morumbi, contra o Juventude, time da série C, jogo fácil, São Paulo ganha fácil, né? Não foi bem assim… 2×1 para o Juventude. A torcida? A torcida foi a loucura, os poucos que estavam no dia do jogo, protestaram ali mesmo. Depois, nas redes sociais, a torcida organizada e torcedores comuns se mobilizaram para protestar no CT no sábado (27/08). A ideia até então era um protesto pacífico, porém quando os torcedores entraram no CT, alguns foram em direção ao campo, onde os jogadores estavam treinando. Ao som de “ôôô, muito respeito com a camisa tricolor, filho da p…” alguns torcedores foram pra cima de Wesley e Michel Bastos, enquanto outros protegiam os jogadores. O volante mesmo sendo escoltado por um grupo de torcedores, levou um chute na cabeça. No meio da confusão alguns equipamentos de treino foram roubados, entre eles 14 bolas, 1 galão de água, 5 garrafas de isotônicos e 10 camisas de treino. Após o furdúncio, jogadores como Maicon e Lugano conversaram com alguns torcedores repudiando o ato de vandalismo, todavia concordando com a cobrança. São Paulo FC e Leco chegaram a soltar notas oficiais onde assim como os jogadores citados, repudiam o ato de vandalismo, mas não tiram o direito do torcedor de protestar contra a má fase do time.

Nos vídeos divulgados pelas redes sociais, vemos os zagueiros pedindo apoio da torcida no jogo contra o Coritiba (28/08). Resultado? Nenhum. O jogo, que resultou em empate sem gols, teve público de um pouco mais de 7 mil torcedores. E eu te pergunto, querido torcedor. Tu fosse para o CT porque realmente se importa com a atual situação do teu time e gostaria de fazer algo sobre, ou apenas para “varzear”? São Paulo está realmente nos deixando muito a desejar, mas não é agredindo e muito menos roubando que vamos sair dessa situação. A diretoria, os jogadores e os torcedores devem trabalhar juntos em um mesmo ideal. E ele é o São Paulo. Voltar a vencer dentro e fora de casa, dar o seu melhor em campo, deixar o sangue, honrar esse manto que tanto amamos, que tanto dizemos que pesa, então que pese! Quer protestar? Proteste, mas antes faça o teu papel de torcedor primeiro. Se você não apoia esse time, não tem o direito de reclamar sobre a atual situação.

Antes de sermos contra ou a favor da diretoria, contra ou a favor de tal jogador, somos todos São Paulo FC!

cabeçalho millen

Ricardo Gomes: solução ou problema?

RicardoGomes_011_crop_galeria

Ricardo Gomes (51), iniciou seu trabalho como técnico no PSG, sendo campeão da Copa da França e da Liga Francesa. No Brasil, atuou no Vitória sendo campeão baiano e da Copa do Nordeste em 1999. Porém, o torcedor são-paulino deve lembrar da sua passagem pelo Tricolor, em 2009, após saída de Muricy, Ricardo Gomes foi anunciado, disputou com o São Paulo até a última rodada e levou o time ao terceiro lugar e à disputa da Libertadores de 2010, após o término de seu contrato, Juvenal Juvêncio (presidente na época) preferiu não renovar. Assim, Ricardo foi anunciado no Vasco, onde conquistou a Copa do Brasil de 2011. Entretanto, durante um clássico entre Vasco e Flamengo, Ricardo teve um AVC que o afastou do esporte por 4 anos. No ano passado, assumiu o desafio de voltar na ativa, comandando o Botafogo. Agora, após a saída de Bauza, Leco o trouxe de volta. E no dia 13 de agosto, ele foi anunciado como técnico são-paulino.

Vamos aos números. Quando passou no São Paulo entre 2009 e 2010, foram ao todo 76 jogos e apenas 38 vitórias, 20 derrotas e 15 empates, totalizando aproveitamento de 59%. Já no seu último clube (Botafogo) os números melhoraram. Foram 27 jogos, tendo 15 vitórias, 6 empates e 6 derrotas, tendo assim 63% de aproveitamento.

Logicamente que não podemos julgar o treinador apenas por números, mas vemos claramente que nos últimos anos, seu aproveitamento tem melhorado bastante. Ricardo terá um grande trabalho pela frente, principalmente quando se trata da ofensividade são-paulina. O ataque tricolor arma a jogada, mas na hora de concluir, não conclui ou conclui mal. No último jogo (justamente contra o Botafogo) foram muitas bolas desperdiçadas, São Paulo entrega muita bola para o adversário e isso tem que acabar.

Ricardo Gomes não é e nunca foi o nome preferido da torcida, todavia não podemos recebê-lo com “7 pedras na mão”, como uma torcida que apoia e ama o time, temos que dar tempo a tempo e deixar o novo treinador trabalhar, dando voto de confiança a ele e ao Leco. O treinador iniciará os trabalhos nesta terça-feira, no CT da Barra Funda, e vai começar a armar o time que encara o Internacional, nesse domingo.

cabeçalho millen

Entenda o caso Buffarini

 

Por que a transação do lateral não foi comum?

buffarini_capa210116_div

Muita gente deve estar até agora se perguntando: “Porque Chávez já está em São Paulo e Buffarini ainda espera aval da FIFA para poder se oficializar?” Vem que eu te explico!

Andres Chávez, 25, atacante e ex-jogador do Boca Juniors, chegou em um acordo com a diretoria do São Paulo em torno de 22h de terça-feira. Já, o lateral, Buffarini demorou 1h59 minutos a mais. Os torcedores acompanharam o dia todo as redes sociais esperando notícias de contratações e viram por diversas vezes “Buffarini é do São Paulo” “San Lorenzo não quer liberar” “São Paulo está confiante”, entre outros. São Paulo estava proposto a pagar cerca de 1,milhões, o time argentino não aceitava esse valor. Nos minutos finais, São Paulo subiu a proposta para 2 milhões e a proposta foi aceita. Porém para terminar a transferência era necessário o “ok” do presidente do San Lorenzo, que não foi encontrado pelos agentes de Buffarini. Apenas faltando 2h para o fechamento da janela, ele foi encontrado (estava na sede da AFA incomunicável durante um evento) e o negócio aprovado.

A entidade de futebol brasileiro (CBF) é a responsável por enviar a papelada para a FIFA. Entretanto, o São Paulo enviou os documentos necessários as 23h59, faltando segundos para acabar o prazo. Assim, a CBF não conseguiu enviar a tempo para a entidade máxima de futebol e os documentos chegaram após a meia-noite. Por conta disso, o São Paulo espera um aval da FIFA para oficializá-lo.  Já o San Lorenzo tem provas de que inseriu as informações antes do prazo, mas o sistema TMS (Transfer Matching System, sistema de registros da Fifa) não confirmou a transação, o que configura um erro na visão dos clubes. Agora, eles pleiteiam a validação do acordo na Fifa. A esperança para o negócio não melar é que a Fifa entenda que os clubes concluíram suas partes dentro do prazo, antes do fechamento da janela. Neste caso, entraria em um caso de “validade de exceção”. O caso será analisado pelo player status, a que pode ou não autorizar a transferência. Enquanto não houver posicionamento da Fifa, a transação segue travada no sistema TMS. O prazo legal para uma resposta é de 15 dias, mas pode ocorrer antes. Provavelmente, a resposta deve sair ainda nessa semana.

cabeçalho millen

 

A eliminação que não abalou.

spfc

Orgulho de ser são-paulino ganhou ainda mais força nessa última semana. Não, por incrível que pareça não estou aqui dizendo ter orgulho por ter ganho título. Pelo contrário, estou dizendo isso após ser eliminada na Libertadores. Por que? Eu te explico.
Depois de ser dado como eliminado desde a 1ª Fase da Libertadores, o São Paulo foi o brasileiro que foi mais longe nessa Libertadores de 2016. Chegou entre os 4 melhores da América e caiu para o melhor time dessa Libertadores. Perdeu os dois jogos. O jogo no Morumbi foi com resultado desastroso após a expulsão de Maicon. E na Colômbia, Tricolor foi superior, teve pênalti à seu favor não marcado e ainda o primeiro gol do Atlético estava impedido. Porém, mesmo assim, mesmo saindo da frente e ter sedido o empate logo após, o Tricolor não desistiu, o Tricolor correu atrás. No final da partida, a “muvuca” causada por pênalti marcado para o Atlético Nacional, rendeu a 2 expulsões de jogadores são-paulinos. Porém, o stress que os jogadores sentiram, mostrou a raça, a vontade e o amor pela camisa. Os torcedores perceberam isso, e após a eliminação, lotaram o Aeroporto de Guarulhos para recepcionar os jogadores. É óbvio que todos são-paulinos ficaram tristes, pela eliminação e com raiva, pela arbitragem nojenta, mas não podemos deixar de dizer o quão bem o São Paulo se comportou em campo, mesmo com tudo contra.
Nesse último domingo, São Paulo enfrentou o Corinthians na Arena. Eram 4 derrotas contando com o último vergonhoso 6 a 1. Palco perfeito para ver a postura do time, após a eliminação. E a postura foi a melhor possível. Bauza não teve tempo para treinar o time e sem os principais jogadores (Calleri, Ganso e Kardec) escalou o time da melhor forma que pôde. E o São Paulo jogou como se estivesse no Morumbi. Não conseguiu a vitória por falta de sorte e por falta de entrosamento do novo atacante, Gilberto. Mas Cueva e principalmente Denis tiveram uma partida maravilhosa.
Agora, vendo que o time está focado buscando subir a tabela no Brasileiro. Bauza já mostrou interesse em alguns reforços. Buffarini (sonho antigo do Tricolor), Douglas (zagueiro, ex-Dnipro), são nomes citados pelo técnico. Porém, Bauza afirma que procura centroavante para lugar de Calleri. A janela de transferências para jogadores estrangeiros vai até terça (19/07), logo a diretoria deve correr para saciar as vontades de Bauza.
Bom ressaltarmos que Bauza é um ponto principal para o Tricolor ter essa vontade que está tendo. O técnico deu essa garra aos jogadores, deixando-os sempre com vontade de ganhar e não desistindo do jogo, até o apito final. Assim, com 22 pontos, o São Paulo está em 8º lugar no Brasileiro, 4 pontos de distância do G4. Seus próximos 3 jogos são: Grêmio (em Porto Alegre), Chapecoense e Atlético-MG (no Morumbi).

cabeçalho millen

 

Tá chegando a hora!

socorro

A semi-final está se aproximando, mas você conhece bem o nosso adversário? Sim, é aquele time de onde tiramos Osório, onde o “profe” estava há 5 anos. Mas sabe como o time anda hoje em dia?

Considerado um dos melhores times da Libertadores desse ano, o Nacional  teve a liderança isolada do Grupo 4, foi a primeira equipe a conquistar a classificação para as oitavas de final, fez dez jogos nesta Libertadores: sete vitórias, dois empates e uma derrota. São 19 gols marcados e apenas um sofrido. É um time de velocidade e muito bem entrosado, porém é bom lembrar que o time colombiano perdeu peças importantes como Copete e o zagueiro Sánchez. A diferença entre os jogadores deles e os são-paulinos é que os colombianos não possuem a mesma habilidade, mas, possuem força física e intensidade, buscando com que o time adversário tenha que dar chutões, assim avançando a linha de defesa, para disputar as bolas pelo alto. O Tricolor tem que tomar cuidado com faltas perto da área, já que é especialidade de Daniel Bocanegra.

Fato importante desse jogo é sempre manter a defesa organizada. Evitando abrir espaços. Não arriscar, e jogar pelas laterais é algo que pode nos ajudar. Mas qual seria o time ideal para isso? Ainda não sabemos se Hudson e Mena irão jogar, mas seriam peças importantíssimas para essa partida. Porém, sem Ganso, Ytalo deve fazer o papel de armador do time, com Calleri a frente. Lembrando que Cueva e Centurión não podem jogar. O primeiro por já ter participado da competição com o Toluca e o segundo por ter sido suspenso por 6 partidas após cuspir em Brambila (jogador do Toluca).

Seja qual for o time que entrará em campo, mais de 60 mil vozes estarão no Morumbi motivando nossos guerreiros e como diz Edgardo Bauza: “Defenderemos nossa permanência até a morte”

Nos vemos quarta-feira!

cabeçalho millen