Qual o São Paulo que nós queremos?

A série de resultados ruins pós Libertadores, incluindo os quatro últimos jogos no Morumbi sem vitória e a derrota para o Juventude na estréia da Copa do Brasil, acabaram por expor de vez o São Paulo. Com uma posição incômoda no Brasileirão, o tricolor se posiciona esse ano como time mediano, incomodando profundamente o torcedor.
O torcedor perdeu a paciência com todo mundo, e nessas horas sobra tiro pra todo lado. Chovem críticas à Diretoria, atual e passada, além de cobrança sobre os atletas de liderança no elenco, além daqueles com baixo rendimento na temporada. Líderes como Maicon e Lugano já demonstraram insatisfação com a posição do clube, e prometem empenho nas próximas partidas. A imagem que temos é de um clube desfigurado, que parecia “remendado” na Libertadores, e teve a ferida finalmente exposta após a saída de Calleri, Ganso e Bauza.
673x416+5+5
Encarando os fatos, hoje o São Paulo é um clube frágil, fora e dentro de campo. Carece de planejamento de longo prazo, que pode até estar em curso, mas não é apresentado à torcida como deveria. Na verdade, o torcedor aparece como cego em tiroteio, indignado com a situação, sem a menor ideia do que pode ou está sendo feito pelo clube para melhorar. É necessário muito mais que “atitude dentro de campo”. É preciso ter coragem e admitir, não somos mais o São Paulo soberano.
Partindo daí, fica claro que o futebol é cíclico, que essas coisas já aconteceram com os maiores clubes no mundo, e pode ser revertido. Lembremos o Barcelona, que antes do Ronaldinho passou anos como figurante, ou a Seleção da Alemanha, que fez o mesmo até 2014, passando 2 copas atuando como coadjuvante. É preciso por os pés no chão e cobrar de quem decide o futuro do clube planejamento para 5 anos pelo menos. Se é preciso compreensão da torcida nesse período, nós teremos, desde que as coisas sejam claras e exista uma luz no fim do túnel.
Chega de ensaiar grandes saltos pra frustrar o torcedor. Chega de “remendos” no elenco pra gerar falsas esperanças. Não queremos um São Paulo se recuperando no Brasileirão. Queremos um São Paulo redescobrindo a sua essência, se erguendo como gigante e mantendo uma base forte, que possibilite anos de alegria. O torcedor ama o seu clube, e certamente entenderá que num planejamento longo os primeiros anos são sempre apertados, e exigem paciência e sacrifício. Mas pra isso é preciso que alguém tenha coragem, exponha os problemas, proponha soluções, chame a responsabilidade e carregue essa bandeira. Estaremos logo atrás, apoiando como sempre fizemos.
Isabelle Guerini – Torcedora Apaixonada
cabeçalho isa
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s