A eliminação que não abalou.

spfc

Orgulho de ser são-paulino ganhou ainda mais força nessa última semana. Não, por incrível que pareça não estou aqui dizendo ter orgulho por ter ganho título. Pelo contrário, estou dizendo isso após ser eliminada na Libertadores. Por que? Eu te explico.
Depois de ser dado como eliminado desde a 1ª Fase da Libertadores, o São Paulo foi o brasileiro que foi mais longe nessa Libertadores de 2016. Chegou entre os 4 melhores da América e caiu para o melhor time dessa Libertadores. Perdeu os dois jogos. O jogo no Morumbi foi com resultado desastroso após a expulsão de Maicon. E na Colômbia, Tricolor foi superior, teve pênalti à seu favor não marcado e ainda o primeiro gol do Atlético estava impedido. Porém, mesmo assim, mesmo saindo da frente e ter sedido o empate logo após, o Tricolor não desistiu, o Tricolor correu atrás. No final da partida, a “muvuca” causada por pênalti marcado para o Atlético Nacional, rendeu a 2 expulsões de jogadores são-paulinos. Porém, o stress que os jogadores sentiram, mostrou a raça, a vontade e o amor pela camisa. Os torcedores perceberam isso, e após a eliminação, lotaram o Aeroporto de Guarulhos para recepcionar os jogadores. É óbvio que todos são-paulinos ficaram tristes, pela eliminação e com raiva, pela arbitragem nojenta, mas não podemos deixar de dizer o quão bem o São Paulo se comportou em campo, mesmo com tudo contra.
Nesse último domingo, São Paulo enfrentou o Corinthians na Arena. Eram 4 derrotas contando com o último vergonhoso 6 a 1. Palco perfeito para ver a postura do time, após a eliminação. E a postura foi a melhor possível. Bauza não teve tempo para treinar o time e sem os principais jogadores (Calleri, Ganso e Kardec) escalou o time da melhor forma que pôde. E o São Paulo jogou como se estivesse no Morumbi. Não conseguiu a vitória por falta de sorte e por falta de entrosamento do novo atacante, Gilberto. Mas Cueva e principalmente Denis tiveram uma partida maravilhosa.
Agora, vendo que o time está focado buscando subir a tabela no Brasileiro. Bauza já mostrou interesse em alguns reforços. Buffarini (sonho antigo do Tricolor), Douglas (zagueiro, ex-Dnipro), são nomes citados pelo técnico. Porém, Bauza afirma que procura centroavante para lugar de Calleri. A janela de transferências para jogadores estrangeiros vai até terça (19/07), logo a diretoria deve correr para saciar as vontades de Bauza.
Bom ressaltarmos que Bauza é um ponto principal para o Tricolor ter essa vontade que está tendo. O técnico deu essa garra aos jogadores, deixando-os sempre com vontade de ganhar e não desistindo do jogo, até o apito final. Assim, com 22 pontos, o São Paulo está em 8º lugar no Brasileiro, 4 pontos de distância do G4. Seus próximos 3 jogos são: Grêmio (em Porto Alegre), Chapecoense e Atlético-MG (no Morumbi).

cabeçalho millen

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s