“God of zaga”: Maicon.

fica plmmds.jpg

Maicon Pereira Roque, 27 anos, nascido em Barretos, interior de São Paulo. Passou de um mero reforço, para “O CARA” da zaga são-paulina. O zagueiro, que está emprestado pelo Porto para o São Paulo, chegou a “ser jogador” do Atlético-MG, 1 semana antes de assinar c o São Paulo. Até que Gustavo Vieira, dirigente de futebol do tricolor, entrou em contato com o zagueirão, contou das propostas do time paulista e do técnico Bauza. Maicon não pensou duas vezes, desistiu de ir para Minas e veio para o Morumbi.

Com essa decisão, Maicon vem sendo idolatrado pela torcida e não poderia ser diferente. Além de ser um excelente zagueiro, ele sempre está ali quando é necessário uma bronca no time ou até mesmo um apoio. Foi importantíssimo nos jogos da Libertadores, como na fase de grupos, contra o The Stronguest na Bolívia, quando estava 1 a 1 – esse resultado dava a classificação para o Tricolor – e Denis foi expulso, com as 3 substituições já usadas, Maicon pegou as luvas e foi ao gol. E nas duas chances do time adversário, o zagueiro fez ótimo trabalho como goleiro. No último jogo, em Minas, contra o que quase foi seu time. Maicon marcou, de cabeça, o gol que deu a vaga à semi-final para o Tricolor.

Ninguém imaginava que em tão pouco tempo, Maicon viraria ídolo da torcida. Todavia, vendo a vontade do zagueiro de permanecer no clube e a vontade da torcida de que ele permaneça – além de suas boas partidas, a diretoria do São Paulo corre atrás de uma maneira para contratá-lo definitivamente. Seu contrato vai até 30 de junho, para continuar contando com o zagueirão, São Paulo deve envolver jogadores jovens na negociação com Porto. Time português se interessou por uma proposta que incluía a troca por dois jogadores revelados nas categorias de base Inácio e mais um outro defensor. Os portugueses querem Lyanco, enquanto que o clube paulista prefere ceder Lucão. Por conta disso, várias hashtags de apoio a permanência de Maicon já foram levantadas. É comum ver #FicaMaicon nas redes sociais. Esperamos que a negociação, seja concretizada.

“Não beijei, não bati no peito, só por bater (na camisa), tenho um carinho especial pelo São Paulo. Me identifiquei bastante com o clube. Tô muito feliz, minha família adora o São Paulo.” – Maicon, em entrevista para Esporte Espetacular.

cabeçalho millen

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s