Editorial #OpiniaoTricolor sobre Racismo

8503

A queda da grade no Morumbi demonstrou um problema gravíssimo no país, e não me refiro apenas à queda de dezenas de pessoas no fosso do estádio, mas do racismo existente entre nós.  Isso porque, após o lastimável acidente, o SPFC adotou medidas de total apoio às vítimas, inclusive com visitas de jogadores aos pacientes internados.
Ocorre que ao serem divulgadas as fotos dessa ação exemplar por parte do Clube da Fé, algumas pessoas se manifestaram nas redes sociais com frases do tipo “aí só tem macaco” ou, direcionando ao Michel Bastos, “Põe um efeito da hora, porque a foto estava escura demais, seu macaco”.
Neto de negro, inclusive de um que venceu na vida e que chegou onde milhares de pessoas jamais chegarão, lamento que em mais de dois mil anos de existência, a humanidade ainda não tenha aprendido o sentido e a razão da vida. Não tenha adquirido a consciência de que se a cor da pessoa fosse nosso maior problema, que bom seria, pois problemas não haveria.
Infelizmente os exemplos diários não são seguidos.  Manifestações, reportagens, teatro, filmes, em todos os meios sociais e modos de divulgação da cultura há sempre um bom exemplo para termos em mente que o racismo nada mais é do que uma pobreza de espírito, uma falha humana irreparável, um dos piores erros de caráter.
Na história já pudemos ver, sempre comendo pipoca no aconchego de uma sala de cinema ou em nossa própria casa, histórias como aquela na qual uma mulher judia precisava optar por um de seus dois filhos, ou ainda a história de um pai que enganava o filho sobre as atrocidades nazistas, apenas para poupá-lo do terror provocado por homens brancos, ainda a história de um homem inocente, negro, tendo que suportar o julgamento e o cumprimento de pena pelo estupro de uma menina branca, crime esse não menos hediondo, mas que, na história, fora praticado por homens brancos.
Não podemos tolerar que nossas vidas se desenrolem em um cenário como o de “Mississipi em Chamas”, ou de “12 anos de escravidão”, ou de tantos outros romances – inclusive – verídicos. Nossas vidas não compõe um filme, uma peça de teatro, assim não podemos ficar sentados olhando fatos reprováveis como se estivessem ocorrendo em um filme, não podemos ser meros telespectadores de nós mesmos, de nossas vidas, da sociedade.
E por qual razão não aprendemos em mais de 2.000 anos que a cor de uma pessoa não quer dizer absolutamente nada?
Essa pergunta ainda fica mais incisiva se tomarmos por base o Brasil, terra de índios, dos quais tomamos as terras, o ouro, a moral, a dignidade. Terra construída com muito trabalho escravo,  realizado por negros e mestiços que mal podiam dormir e se alimentar dignamente. Esses mesmos que tinham suas mães, mulheres e filhas violentadas por senhores feudais, todos brancos, que não se continham em ver a beleza feminina da raça negra.
Por que ainda vivemos essa pobreza de espírito?
Sem, ao menos, nos darmos conta que a raça negra, historicamente, construiu muito para a sociedade, e não só em se tratando de construção civil, mas em cultura. Eles criaram o Blues, o jazz, a capoeira, o samba, entre outras tantas belezas que seria impossível aqui descrever.
Lembremos dos brilhantes ensinamentos nos passados por Malcom X, Martin Luther King, Charles Drew entre tantos outros.
Todos nós conhecemos e convivemos com muitos negros exemplares, então por qual motivo temos que nos calar diante o racismo?
O sangue, suor e lágrimas são iguais para negros, brancos e amarelos. Todos viemos do “pó” e ao “pó” voltaremos.
Então, já passou da hora de lutarmos bravamente pela igualdade racial, com severas punições aos racistas e seus atos.
Como dizia Nelson Mandela:
“Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar.”

Enfim, somos todos macacos.

cabeçalho Amon

Um pensamento sobre “Editorial #OpiniaoTricolor sobre Racismo

Deixe uma resposta para isabellegueriniruffruffcombr Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s