Nós, o Povo. Ou melhor, nós, os Torcedores!

Nós, o Povo. Ou melhor, nós, os Torcedores!

 torcida_tricolor457

“A Revolução que realmente muda o rumo de um Governo possui apenas três palavras: ‘NÓS O POVO’. Somos nós, o povo, que dizemos ao governo o que fazer, e não o contrário. Nós, o povo, somos o motorista, e o governo é o carro, e somos nós que decidimos para onde ele deve ir, por qual rota e em que velocidade seguir.”

Essas palavras são de um expoente da política mundial, o ex-presidente americano dos anos 1980, Ronald Reagan, e é com esse espírito que aceitei o convite para escrever para istoéspfc.net e introduzir a coluna #FreedomTricolor, o radar e a interlocução a serviço da União e Respeito pela São-Paulinidade.

Foi admirando grandes líderes, que passei a enxergar e questionar o mundo. Sempre procurando inspirar-me em grandes homens, seus exemplos e legados. Foi assim, que meu time de coração, o São Paulo Futebol Clube, me fez ser apaixonado. Dentro e fora de campo, aprendendo e admirando o Planeta #SPFC e seus “governantes”.

 Diante desse sentimento, não demorei a entender que “o São-Paulino Nasceu para Conduzir” e é inegável que aprendemos a ser líderes em conquistas, comportamento e principalmente, em nossa vanguarda e referência de administração política.

Mas o tempo passou, e o brilhantismo das pessoas do SPFC foi escurecendo.

Eu amadureci, e muitos homens do #SPFC que julguei gigantes, foram ficando pelo caminho. Como em “Crepúsculo dos Deuses de Nietzsche”, ao conhecer melhor meus ídolos, a maioria passei a desconsiderar. Deixei de vê-los como heróis, passei a vê-los como humanos falíveis e pior, de competência e conduta questionável.

Estamos há cerca de 10 anos vivendo um momento político totalmente voltado aos interesses próprios. Muitos já identificaram e relacionam os problemas políticos do SPFC como sendo os mesmos do Brasil e até como uma tendência mundial de impunidade. Vejo que o problema é outro, é sistemático.

O problema no SPFC não é mais de pessoas, concordo que passam por elas, que sabemos que não possuem capacidade de influenciar uma equipe próspera. Mas o problema mesmo é estrutural, e passa mesmo pela Certidão de Nascimento do clube, ou seja, sua Constituição, ou melhor, seu Estatuto.

O mundo mudou, e o “muro” da ignorância e da gestão amadora está com dias contados no universo da bola. É preciso profissionalizar a governança e abrir espaço para modelos internacionais de centros bem mais desenvolvidos.

No Brasil, não seremos modelos de nada, por isso nossa transformação passa por adotar uma diretriz de modelos do Futebol Europeu, Americano e até mesmo de outros esportes. Precisamos encarar com humildade, que os 7 a 1 não foi por acaso, que ele é fruto de uma administração amadora, incompetente e corrupta, e no #SPFC não é diferente.

O que mais precisa acontecer para acordar?

De 2015 para cá, o resultado foram seguidas HUMILHAÇÕES:

16 CLÁSSICOS (2 VITÓRIAS, 3 EMPATES E 11 DERROTAS). E as goleadas? E as eliminações?

Esse resultado tem nome e sobrenome e são dos dirigentes que RECEBERAM a OPORTUNIDADE de REPRESENTAR os VERDADEIROS DONOS DO CLUBE: TORCEDORES E ASSOCIADOS.

A #Freedom defende a Profissionalização da Gestão por poder exigir mais transparência na conduta administrativa e monitoramento dos resultados.  O poder conquistado por capacidade não é facilmente corrompido quanto o poder que cai no colo por falta de opção e por regras estatutárias.

O #SPFC vive uma crise de homens. De bons homens.

O #SPFC vive uma crise de ética, moral, honestidade, integridade e capacidade.

A #Freedom propõe uma revolução…

A revolução dos verdadeiros apaixonados pelo #SPFC e que possuem vergonha na cara. Essa revolução é de união pelo rompimento total e completo com quem insiste em nos fazer andar para trás.

Vamos juntar desde os torcedores comuns, os de arquibancada e sofá, até mesmo ao mais alto escalão do Conselho Deliberativo e Cardeais Tricolores que queiram recuperar nossos Valores e Tradição e avançar para o FUTURO.

Todos nós, juntos, somos antes de tudo TORCEDORES e precisamos apoiar as ações que visam à mudança da forma de gerir o clube, e isso passa pela Reforma Estatutária.

Vamos estar juntos por aqui, semanalmente, integrando nosso propósito e visão.

Afinal, somos nós, o povo, ou melhor, os torcedores a razão de ser do São Paulo Futebol Clube.

Como Reagan disse:  “A Revolução precisa de apenas três palavras, Nós o Povo, ou melhor,  Nós  os Torcedores!  Somos nós, o povo (os torcedores), que dizemos ao governo (Presidência e Conselho Deliberativo) o que fazer, e não o contrário.”

Por uma gestão profissional, honesta, promissora e vencedora,

Mais Liberdade ainda que tardia!

Nota: Essa coluna foi inspirada em todos os dirigentes que eu e tantos torcedores aprendemos a admirar ( e muito ) e ajudamos até a se eleger ( e muito ), e que hoje, nos sentimos constrangidos por isso: Aidar, Casares, Leco, Manssur, Ataíde, Moreno e Natel.

O resto é silêncio….
A decepção com vocês doi, e citando Nietzsch novamente : “O que não me mata, fortalece” … Vida que segue, o # SPFC é maior que qualquer homem e vaidade.

#FreedomTricolor.

 

cabeçalho Trihexale

Anúncios

Um pensamento sobre “Nós, o Povo. Ou melhor, nós, os Torcedores!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s